Call
310 654-4701
Contact
info@skinicshop.com
CELULITE
·

CELULITE

·


Logo abaixo da epiderme e da derme, entre as  camadas superficiais da pele, há um conjunto de adipócitos, as células de gordura. Os adipócitos  afetam outras estruturas que existem por ali, como os vasos sanguíneos , que acabam esmagados. Com isso, menos oxigênio e nutrientes chegam à região e ocorre o acúmulo de toxinas, favorecendo inflamações. Para piorar, a ação de hormônios como o estrogênio favorece o  acúmulo de líquidos entre as células de gordura, mais um fator que contribui para o surgimento das deformações e irregularidades na pele.

CAUSAS   

Genética: Mulheres que apresentam características herdadas, como o biotipo corporal do tipo ginóide (aumento de gordura corporal na região inferior do corpo) têm maior tendência. Alteração hormonal  como estrogêneo e progesterona, por exemplo, podem favorecer a uma retenção e consequentemente a um comprometimento na circulação. Sedentarismo e alimentação desequilibrada,  quando rica em açúcar e gordura, elevam ao aumento da camada adiposa. Além disso, a falta de atividade física. Alimentos muito salgados, ricos em sódio levam a uma maior retenção de líquido, prejudicando a circulação. As áreas mais afetadas pela celulite são glúteos, coxas, cintura, abdômen, joelhos e braços.

 

A CELULITE NÃO TEM CURA, mas pode ser amenizada e ficar praticamente controlada em alguns casos. Para isso é preciso avaliar em qual grau se encontra a doença, procurar fazer  tratamentos, mudar os hábitos alimentares e fazer exercicios físicos. Quanto mais destes itens estiverem associados, melhor será o resultado. Os benefícios não são apenas estéticos, mas vêm associados com a melhora do bem estar e da disposição.

 A CELULITE APRESENTA 4 GRAUS

GRAU1: Existe um acúmulo de gordura dentro das células adiposas provocando discreta deformidade na área afetada quando submetida à pressão. Neste grau não há alterações circulatórias.

GRAU 2: As células gordurosas encontram-se mais volumosas provocando alteração pela compressão dos vasos sanguíneos e linfáticos, acumulando toxinas. Este inchaço faz com que as alterações na pele já sejam visíveis e palpáveis.

GRAU 3: Caracterizada pelo maior volume das células gordurosas e alteração do tecido conectivo com aparecimento de nódulos  já visíveis na superfície da pele (pele em casca de laranja). Estas alterações provocam o endurecimento do tecido gorduroso, maior deficiência  circulatória e maior acúmulo de toxinas. Ela pode ser dolorosa quando apertada. O tratamento, nesta fase, é mais difícil, pode alcançar o segundo grau, onde a celulite fica mais disfarçada.

GRAU 4: Neste último estágio da celulite, existe uma completa desordem das células gordurosas e do tecido conectivo, ficando bastante endurecido e doloroso e, a circulação sanguínea já esta bastante comprometida. Esse grau afeta mais as pessoas que já acumulam complicações de saúde como diabete e obesidade, mas ainda pode ser tratada  e amenizada, melhorando a circulação na área afetada.